sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

IMPERATRIZ / MARANHÃO

Mulher ateia fogo ao próprio corpo após fim de relacionamento
Vítima teria recorrido ao suicídio por não aceitar a separação de seu companheiro

IMPERATRIZ - Solange Maria de Sousa Silva (44 anos), morreu na tarde de ontem (27), no Hospital Municipal de Imperatriz (Socorrão), com 80% do corpo queimado. De acordo com a polícia, a mulher recorreu ao suicídio ateando fogo no próprio corpo, por não aceitar o pedido de separação do companheiro, Lucas Tadeu Mendonça Serra (36 anos), mais conhecido como "Café".
O fato ocorreu no município de Governador Edson Lobão. O homem chegou a ser detido pela Polícia Militar como principal suspeito da morte da companheira.
Lucas Tadeu, no entanto, foi inocentado pela companheira antes de morrer. De acordo com informações do sargento Dourival Silva, comandante do Destacamento da PM de Governador Edson Lobão, Solange Maria foi socorrida pelo próprio companheiro, com quem morava na Rua Projetada B, casa 2073, bairro Vila Eurico.
“Ele e sua irmã também se queimaram, tentando tomar o isqueiro da vítima. Eles providenciaram um carro particular e levaram a mulher para o hospital da cidade, e mais tarde para o Socorrão de Imperatriz, onde ela morreu. Existem outras versões para o caso que incriminam o companheiro da vítima, no entanto, nenhuma delas, a princípio, tem consistência”, disse o militar.